7 dicas para passares à acção

Leio livros, vejo cursos, estou motivada mas ...não aplico nada!

Sempre fui uma pessoa de agir. Não gosto de me sentir bloqueada ou estagnada. Uma vez vi num filme duas personagens numa entrevista de emprego, uma delas a Emma Watson (que eu adoro!) em que o entrevistador perguntava qual era o maior medo dela. E ela responde-lhe: unfulfilled potential, “um potencial nunca realizado”. E esse é, realmente, o meu maior medo.

Não posso conceber passar uma vida inteira a pensar que devia fazer isto ou aquilo e nunca chegar a cumprir. Ou decido por uma coisa ou outra. Posso demorar tempo mas não permaneço para sempre num lugar que não me faz desenvolver, que não me faz melhorar, nem que possa ajudar a desenvolver outras pessoas.

Como sou humana e não um robot, claro que tenho de ponderar, conversar comigo própria antes de qualquer decisão. Fico a pensar nos prós e nos contras das oportunidades que tenho mas não me fico muito tempo. É sempre pior quando quero mudar e não tenho qualquer opção à vista. Isso sim, é dramático. Agora ter muito por onde escolher, é apenas uma bênção. Não escolho à pressa. Levo o meu tempo e pondero muito bem as situações. Também não sou inconsciente.

Quando seguem páginas/blogues sobre organização é porque querem estar motivadas para se organizarem. Quando lêem livros sobre desenvolvimento pessoal também, mas chegam ao fim, e sentem que ainda não têm a coragem de dar um passo em frente para melhorar algo na vossa vida.

Estão super motivadas quando leêm aquela frase que faz todo o sentido e que se aplica que nem uma luva aos vossos problemas, mas na verdade, têm dificuldade em transpor aquela energia positiva do livro para a vida real. Porque no dia seguinte, a vida continua a acontecer nos mesmos moldes, e parece que “não cabe” mais nada senão aquilo que já fazem todos os dias. Que as tarefas se vão acumulando e nada funciona como leram no livro.

Num outro lado do espectro, há pessoas que buscam a informação e os conteúdos mas não acreditam que os livros ou aquele blogue especifico possa trazer algo novo que melhore a sua vida. Que não é por lerem frases super motivadoras, que as coisas vão ser diferentes e como tal, não vale a pena. Mais vale mantermos tudo nos mesmos moldes, porque até agora funcionou, apesar de estarem exaustas e sem forças ao final do dia.

Queridas leitoras, eu já estive aqui. Aliás, continuo a ter dias em que me sinto assim. Não vou enganar ninguém. Não vai ser mais uma página do livro que me vai tirar do fosso, ou mais uma frase motivadora que me vai resolver os problemas. Mas isto dura uns minutos ou umas horas e depois, dou a volta novamente por cima.

Então o que fazer com tanta informação que nos é dada hoje em dia? Tenho de aplicar tudo? Tenho de ser uma pessoa resiliente, vulnerável, corajosa, fitness, ganhar bem, ter objetivos mensuráveis, alcançar o sucesso, destralhar a casa, ser minimalista, ter um armário cápsula, estar sempre calma e nunca me enervar? Quero isto tudo, mas sou só uma, e no fundo, tenho de trabalhar, tenho de dormir, tenho de cuidar dos miúdos, tenho de cuidar da minha família, ver os meus amigos, ser boa trabalhadora e cumprir os objetivos do trabalho e corresponder ao que o meu chefe tem para mim. Culminando nos colegas que só sabem ser maus uns para os outros e só dificultam em vez de ajudarem.

Primeiro, não tens de ser TUDO. Se segues blogues, canais de YouTube ou lês livros sobre todos os temas, não podes ter a expectativa de mudares TUDO. Tens de escolher as tuas batalhas, e começar por aquilo que é mais importante para ti.

Depois, como passar à ação? Como cumprir, na verdade, aquilo que lemos e queremos tanto para nós mas, ou não conseguimos, ou não acreditamos que seja possível?

Leio livros, vejo cursos, estou motivada mas ...não aplico nada!

Leio livros, vejo cursos, estou motivada mas ...não aplico nada!

Aqui vão as minhas 7 dicas para pores em prática o que lês neste blogue, em livros e em ferramentas de organização:

  1. ESCREVE. Tudo o que pensares escreve. Um objetivo apenas no pensamento é apenas uma ideia gira. Não te esqueças. Lê um livro e escreve as notas mais importantes, aquelas que achas que podem fazer a diferença na tua vida. Escreve os teus pensamentos e novas ideias que tenhas ao longo do dia.

  2. LÊ O LIVRO COMO SE FOSSE UM MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sublinha, faz apontamentos, marca as páginas mais importantes. Trata o livro como um livro na escola. É para aprenderes, não apenas para passares o tempo. Claro que leio livros para passar o tempo e apenas embrenhar-me na história. É fantástico. Mas até os livros de ficção nos deixam ensinamentos importantes que não queremos esquecer mais tarde.

  3. COMEÇA UM HÁBITO HOJE. Um pequeno, mas um que aches que possa fazer MESMO a diferença na tua vida. Não interessa qual. Interessa escolher aquele que pode ter mais valor na tua vida AGORA.

  4. TEM UM PLANO DEFINIDO. A clareza é a ferramenta mais importante da produtividade porque se não soubermos para onde vamos, não sabemos o que temos de fazer HOJE.

  5. PRIORIZA AS TAREFAS: percebe as 3 tarefas que tens de cumprir no dia. Depois de escolheres, percebe qual a que TENS DE FAZER, depois a que DEVES FAZER, e depois aquela que ERA BOM FAZERES, mas não morre ninguém se não fizeres.

  6. COMEÇA PELA MAIS DIFÍCIL. Se tens uma tarefa que tens medo de começar, que não te deixa confortável, que achas que vai demorar mais tempo, que é simplesmente complicada, começa por essa mesmo, logo pela manhã. Habitualmente, é sempre aquela que terá mais impacto na tua vida e que te vai fazer melhorar “mais”. Porque não começar pela mais importante se é essa que te vai dar mais benefícios?

  7. MUDA. Nenhum livro ou nenhum blogue pode mudar a tua vida. Nisso tens toda a razão porque só TU podes fazê-lo. Se não tiveres um plano traçado para a tua vida, estás apenas sujeita aos planos que os outros têm para ti. E imagina o que os outros têm para ti? Não muita coisa, porque estão mais ocupados com os deles (Jim Rohn) Por isso, deixa de te sentir dentro da roda de hamster e inicia o TEU PLANO para a vida. Seja pessoal, profissional ou ambos.

Cumpre estes passos durante esta semana e acredita que vai fazer a diferença. Comenta aqui no blogue ou partilha comigo no Instagram se sentiste alguma evolução na tua concretização de objetivos durante esta semana. E acredita que a tua vida vai melhorar, ou pelo menos, vais sentir que estás a caminhar em algum sentido. E não estás apenas a deixar correr os dias em sentido nenhum. Mais uma vez, não tem que ser a nível profissional. Pode ser pessoal. Aliás, não há melhor forma de sermos melhores profissionais se não cuidarmos bem de nós e dos nossos.

Espero que gostes.



Ana Dias